slider

Reforma da Previdência sugerida atrasa o Brasil em mais de um século

Nas mãos do Congresso Nacional, a medida poderá ser o fim das políticas sociais de estado [Escrito por: CUT Nacional, com informações de agência] A proposta de reforma da Previdência detalhada nessa terça-feira (6) sugere a volta do trabalho escravo e a utilização de mão de obra infantil. Enviada ao Congresso Nacional pouco antes da meia-noite desta segunda-feira, o texto estabelece a idade mínima de 65 anos para homens e mulheres, e tempo de contribuição de, no mínimo, 49 anos para aposentadoria integral. Se aprovada, a regra valerá tanto para o serviço público, quanto para o privado, e atingirá mulheres com 45 anos ou menos, e homens com idade inferior a - Leia mais [...]

Governo golpista anuncia reforma da Previdência e confirma medidas nocivas à classe trabalhadora

Visivelmente constrangido, Temer disse que Congresso dará a palavra final [Escrito por: CUT Nacional] “A CUT jamais irá aceitar que desiguais sejam tratados de forma igual, como pretende o governo do ilegítimo e golpista Michel Temer (PMDB-SP)”, disse o presidente da CUT, Vagner Freitas, sobre a reforma da Previdência anunciada nesta segunda-feira (5). A  proposta dificulta o acesso à aposentadoria, elevando a idade mínima para 65 anos e aumentando o tempo mínimo de contribuição de 15 para 25 anos. Para Vagner, a idade mínima é injusta com a classe trabalhadora, em especial com os que começam a trabalhar mais cedo e as mulheres, que vão ter de trabalhar e contribuir mais - Leia mais [...]

Contra agenda ‘reducionista’, metalúrgicos apresentam propostas para reaquecer economia

Confederação nacional da categoria lançou documento com sugestões para fortalecimento da indústria. Presidente da CUT diz que entidade também irá apresentar um programa para “disputar agenda” [Escrito por: Rede Brasil Atual] A Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM-CUT) apresentou na última quarta-feira (30/11) propostas para retomada da economia e fortalecimento da indústria, em contraponto ao que considera políticas de retrocesso do atual governo. “É preciso explicar à sociedade que não é verdade que as únicas propostas para a saída da crise são essas medidas reducionistas que o governo golpista apresenta. Queremos disputar essa agenda e explicar ao povo brasileiro que o problema não é o custo do trabalho e - Leia mais [...]

Impactos da reforma da Previdência serão tema de debate no dia 9

[Escrito por: Wir Caetano / Sindmon-Metal] “Reforma da Previdência: mais um retrocesso para o Brasil”. Este é o tema de debate que será realizado no próximo dia 9, na Câmara de Vereadores de João Monlevade, a partir das 19 horas, com palestra do ex-ministro da Previdência Carlos Gabas e coordenação do deputado federal Leonardo Monteiro (PT). O evento é promovido pela Frente Brasil Popular, diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) e Sindicato dos Metalúrgicos (Sindmon-Metal). O palestrante Carlos Gabas foi ministro da Previdência Social no período de março de 2010 a janeiro de 2011 (no governo Lula) e janeiro a outubro de 2015 (governo de Dilma Roussef). O evento, com entrada - Leia mais [...]

O principal problema do Brasil não é o custo do trabalho e sim dos altos juros

Para Vagner Freitas, o verdadeiro debate que deve ser feito na sociedade é o custo do rentismo e lucro dos bancos [Escrito por: Luciana Waclawovsky / CUT Nacional] Um dia depois do massacre ao povo brasileiro promovido por 61 senadores, que num verdadeiro e claro ato de vandalismo, aprovaram em primeira votação a PEC 241/55, o presidente da CUT, Vagner Freitas, participou de uma mesa de discussão com a bancada de parlamentares de esquerda em Brasília. O encontro, que reuniu no Hotel Nacional, na manhã dessa quarta-feira (30/11), deputados Federais e representantes sindicais – entre eles, o secretário de Administração e Finanças do Sindicato dos Metalúrgicos de João Monlevade (Sindmon-Metal), José - Leia mais [...]

Disputa por leitos em UTI vai aumentar com PEC 55, alerta especialista

Com prejuízos no cuidado intensivo pelo SUS, deverá haver mais judicialização. População pobre, com menos acesso à Justiça, deverá ser ainda mais prejudicada [Escrito por: Cida de Oliveira / Rede Brasil Atual] A aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55 – a votação em segundo turno no Senado está prevista para 13 de dezembro – fará com  que a população mais pobre será a maior prejudicada, inclusive no acesso ao atendimento nas unidades de terapia intensiva (UTI) de hospitais conveniados ao SUS. Isso porque as perdas estimadas em R$ 434 bilhões para o setor, ao longo de 20  anos, segundo o Conselho Nacional de Saúde (CNS), vão tornar inviável o serviço - Leia mais [...]

32 milhões: acordo judicial consolida vitória do Sindicato e dos trabalhadores em processos contra a ArcelorMittal

Siderúrgica deverá fazer pagamento em até 15 dias; tramitação de ações na Justiça começou em 2005 [Escrito por: Wir Caetano – Ass. Com. Sindmon-Metal] O Sindicato dos Metalúrgicos de João Monlevade (Sindmon-Metal) e a ArcelorMittal formalizaram na quarta-feira (23) um acordo para pagamento de processos judiciais que ficaram conhecidos como “meia hora”, num total de R$ 32 milhões. Cerca de 1 mil trabalhadores serão beneficiados, e a quitação do débito deverá ser feita em até 15 dias. A audiência de homologação foi realizada na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 3ª Região, em Belo Horizonte, e presidida pelo juiz Ricardo Marcelo Silva. Foram três ações judiciais movidas pelo Sindmon-Metal contra - Leia mais [...]

“Se a PEC 55 limita direitos sociais, é uma proposta também racista”

Para presidente do Instituto Luiz Gama, população negra será desproporcionalmente afetada [Escrito por: Victória Damasceno / Carta Capital] Alvo de inúmeros protestos nos últimos meses, a PEC 241, que tem como objetivo o congelamento dos gastos com saúde, educação e assistência social pelos próximos 20 anos e tramita no Senado como PEC 55, vai afetar principalmente a população negra e periférica. O diagnóstico é de Silvio Almeida, presidente do Instituto Luiz Gama, dedicado a atuar na defesa de causas populares e movimentos sociais, especialmente em questões sobre os negros. Em entrevista a CartaCapital, Almeida afirma que somente o desconhecimento total da população a respeito da PEC pode permitir que ela seja aprovada. Para Almeida, o congelamento dos gastos sociais nos - Leia mais [...]

Crise interrompeu avanços na inserção do negro no mercado de trabalho

Pesquisa Dieese mostra que participação dos trabalhadores negros aumentou, mas taxa de desemprego é maior. Diferença de salários em relação aos não negros diminuiu, mas ainda é de 30% [Escrito por: Rede Brasil Atual] A recente crise econômica interrompeu alguns avanços na redução da disparidade entre negros e brancos no mercado de trabalho da região metropolitana de São Paulo, aponta boletim divulgado nesta quinta-feira (17) pela Fundação Seade e pelo Dieese. A diferença nas taxas de desemprego, por exemplo, que em 2014 foi de 1,9 ponto percentual, a menor desde 1985, cresceu para 2,9 pontos no ano passado: a taxa foi de 14,9% entre os negros (16,3% no caso das - Leia mais [...]

Plenária da CUT/MG define próximas mobilizações

Sindicatos e movimentos sociais preparam Ato e paralisações do dia 25 de novembro [Escrito por: CUT/MG] Sindicatos CUTistas, federações e movimentos sociais debateram e articularam, em Plenária realizada na tarde de segunda-feira (21), na sede da Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT), a próxima Agenda de Lutas. A principal mobilização é o Dia Nacional de Paralisações e Lutas por Direitos, com paralisações e atos, na próxima sexta-feira, 25 de novembro. A concentração acontecerá na Praça da Estação, por volta das 11 horas, quando já estarão no local trabalhadoras e trabalhadores da saúde, da base do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), a Frente Estadual em - Leia mais [...]