Coordenação das Comunidades Quilombolas repudia postura racista do Estado brasileiro

Representantes denunciam que governo Temer trata com descaso negociações com quilombolas [Escrito por: Conaq] A Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq), divulgou  nota nesta, sexta-feira (17), protestanto contra as ações do governo ilegítimo Michel Temer e o grave desmonte das políticas públicas dirigidas aos quilombolas. A entidade denunciou o descaso e o descompromisso do governo federal, que esvaziou uma reunião, no último dia 13/11, que havia sido intermediada pela Comissão de Direitos Humanos da OEA. Leia a seguir a íntegra da nota. Nota pública em repúdio à postura racista do Estado brasileiro Em 13/11/17, foi realizada, na sede da Fundação Cultural Palmares, em Brasília, reunião intermediada pela […]

NOTA DE PESAR – JOSÉ RODRIGUES PESCE

O Sindicato dos Metalúrgicos de João Monlevade (Sindmon-Metal) manifesta profundo pesar pelo falecimento do companheiro José Rodrigues Pesce (“Peixinho”), que integrou a diretoria de nossa entidade no mandato do saudoso ex-presidente José Villar Sobrinho (1980-1981). Pesce completaria 77 anos no dia 20 deste mês. Nossos mais sinceros sentimentos aos familiares. O corpo foi sepultado em São Domingos do Prata, terra natal do companheiro, às 14 horas desta segunda-feira. Sindicato dos Metalúrgicos de João Monlevade (Sindmon-Metal) 13 de novembro de 2017

Negros enfrentam mais dificuldades que brancos no mercado de trabalho, diz MPT

[Escrito por: Camila Boehm – Agência Brasil] Os negros enfrentam dificuldade na progressão de carreira, na igualdade de salários e são os mais vulneráveis ao assédio moral no ambiente de trabalho, apesar da proteção constitucional contra o racismo e a discriminação. A avaliação é do Ministério Público do Trabalho (MPT). Segundo a coordenadora da Coordigualdade do MPT e procuradora do trabalho Valdirene Silva de Assis, por causa do preconceito, os negros têm também dificuldade de ocupar cargos de maior exposição, como relações públicas, caixa bancário, secretários e recepcionistas. “Observamos que nosso texto constitucional traz proteção – nós temos vários dispositivos, alguns específicos sobre a questão trabalhista, que versam sobre os […]

Associação de juízes critica presidente do TST e diz que ele fala só em seu nome

Em entrevista, presidente do TST defendeu corte de direitos como meio de manter empregos Ao defender corte de direitos como medida para manter empregos, o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ives Gandra Filho, fala em nome próprio, sem representar o pensamento da magistratura, diz a vice-presidenta da Anamatra (associação dos magistrados do Trabalho), Noemia Porto. Durante audiência pública no Senado, nesta segunda-feira (6), ela comentou entrevista de Gandra publicada na edição de hoje do jornal Folha de S. Paulo. Segundo Noemia, a entrevista deve ser vista com respeito, por conter a interpretação do ministro, mas ele “fala em seu nome e não em nome da Justiça do Trabalho”, formada por […]

Presidente do TST erra ao dizer que o que gera emprego é retirar direitos, diz Vagner

Vagner Freitas rebate entrevista de Ives Gandra à Folha dizendo que para economia crescer e gerar emprego é preciso investimentos [Escrito por: CUT Nacional] Sem investimentos em máquinas, ciência, tecnologia e educação o país não voltará a crescer, muito menos gerar emprego decente e renda. Esta foi uma das afirmações que o presidente Nacional da CUT, Vagner Freitas, fez em seu  blog nesta segunda (6), em texto que critica entrevista sobre reforma Trabalhista dada pelo presidente do TST (Tribunal Superior do Trabalho), Ives Gandra da Silva Martins Filho, à Folha de S Paulo. Entre outras coisas Gandra afirmou que “é preciso flexibilizar direitos sociais para haver emprego”. Para o presidente […]