Com a reforma, aposentadoria de quem contribui por 15 anos cai de 85% para 60%

[Escrito por: Ricardo Marchesan/Uol] Se a proposta de reforma da Previdência for aprovada, o trabalhador poderá se aposentar após 15 anos de contribuição ao INSS, como acontece atualmente. No entanto, receberá um valor menor do que receberia hoje. Pelas regras atuais, após 15 anos de contribuição, esse trabalhador tem direito a receber 85% da sua aposentadoria integral. Pelas novas regras, cairia para 60%. As novas regras propostas estabelecem que, para se aposentar, os homens precisarão ter no mínimo 65 anos e as mulheres, 62 anos. Ambos devem ter contribuído pelo menos 15 anos com o INSS — para servidores públicos, serão pelo menos 25 anos de contribuição. A reforma da […]

Associação de juízes critica presidente do TST e diz que ele fala só em seu nome

Em entrevista, presidente do TST defendeu corte de direitos como meio de manter empregos Ao defender corte de direitos como medida para manter empregos, o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ives Gandra Filho, fala em nome próprio, sem representar o pensamento da magistratura, diz a vice-presidenta da Anamatra (associação dos magistrados do Trabalho), Noemia Porto. Durante audiência pública no Senado, nesta segunda-feira (6), ela comentou entrevista de Gandra publicada na edição de hoje do jornal Folha de S. Paulo. Segundo Noemia, a entrevista deve ser vista com respeito, por conter a interpretação do ministro, mas ele “fala em seu nome e não em nome da Justiça do Trabalho”, formada por […]

CUT se mobiliza pela anulação da reforma trabalhista

Sindmon-Metal e outras entidades farão coleta de assinaturas em Monlevade [Escrito por: Sindmon-Metal] A Central Única dos Trabalhadores (CUT) lançou no dia 7 de setembro uma campanha de coleta de assinaturas para um Projeto de Lei de Iniciativa Popular (Plip) pela revogação da nova legislação trabalhista. A reforma aprovada pelo Congresso Nacional, consolidada na Lei 13.467/2017, entra em vigor no dia 11 de novembro deste ano. A CUT tem por meta conseguir que 1,3 milhão de brasileiros assinem o documento a ser entregue à Câmara dos Deputados. Depois, será a vez de pressionar os parlamentares a votarem pela revogação desse lei tão danosa à classe trabalhadora. Em Monlevade, o Sindmon-Metal […]

Direção da CNM/CUT reafirma luta contra ataques a direitos dos trabalhadores

Direção da CNM/CUT reafirma luta contra ataques a direitos dos trabalhadores [Escrito por: Assessoria de Imprensa da CNM/CUT] A direção executiva da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM/CUT) reafirmou nesta segunda-feira (28) o compromisso de lutar, junto com os sindicatos e federações cutistas da categoria, contra a implantação da reforma trabalhista e contra a aprovação da reforma da Previdência. Em reunião ampliada – com a presença de metalúrgicos que participam do Congresso Extraordinário da CUT (leia aqui), entre eles, o presidente do Sindmon-Metal, Otacílio das Neves Coelho –, os dirigentes debateram a importância de os trabalhadores resistirem aos ataques a seus direitos, participando ativamente do Dia Nacional de Luta, Protestos […]

Resistência nas ruas é o caminho para barrar reforma

Reforma Trabalhista precariza condições de trabalhado e dificulta acesso à Justiça [Escrito por: CUT-SP] Em um cenário de golpe e ataques aos trabalhadores, uma das mesas realizadas na 15ª Plenária Estadual – Congresso Extraordinário e Exclusivo debateu sobre a Reforma Trabalhista, aprovada no Congresso Nacional e sancionada pelo presidente ilegítimo Michel Temer, no último dia 13/7. Ela entra em vigor em 120 dias. O Projeto de Lei 38 foi aprovado no Senado como chegou da Câmara dos Deputados. Ele altera nada menos do que 117 artigos dos 900 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). A mesa realizada na sexta (21), foi coordenada pelo secretário de Relações do Trabalho da CUT-SP, Ademilson […]

CUT não negocia perda de direitos da classe trabalhadora

Presidente da Central reafirma que não há qualquer negociação em andamento com governo golpista [Escrito por: Vagner Freitas, presidente nacional da CUT] Nos últimos dias, vários órgãos de imprensa vêm publicando matérias sobre supostas negociações de “centrais sindicais” com o governo Temer para manter o imposto sindical em troca da aprovação da reforma Trabalhista, na realidade um desmonte dos direitos assegurados na CLT. O termo ‘centrais sindicais’, sempre assim, no plural, induz o leitor a erro. Existem nove centrais sindicais no Brasil, a maior e mais combativa, com mais de 25 milhões de trabalhadores na base é a CUT. E a CUT não está negociando nem nunca negociou retirada de […]

“Reforma trabalhista representa retrocesso ao século XIX”

Opinião é compartilhada pela desembargadora do trabalho aposentada Magda Biavaschi, o economista José Dari Krein e o sociólogo Ricardo Antunes [Escrito por: Manuel Alves Filho / Jornal da Unicamp] O Brasil vive atualmente uma onda regressiva profunda. Nem mesmo no período da ditadura militar houve uma ofensiva tão dura contra os direitos dos trabalhadores como a que está em curso. Se aprovada da forma como foi proposta, a reforma trabalhista pretendida pelo governo Temer, que é inconstitucional, fará com que o país retroceda ao século XIX no que se refere à proteção social do trabalhador. A análise resume, em boa medida, as falas de três participantes do seminário “Greve Geral […]

Reforma Trabalhista: Senado aprova urgência e CUT chama pressão total

Senadores vão votar Reforma Trabalhista no dia 11 sob intensa pressão da militância da CUT [Escrito por: CUT Nacional] Com 46 votos favoráveis e 19 contrários, os senadores governistas aprovaram na terça-feira (4) um pedido de urgência feito em nome da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para acelerar a tramitação do PLC (Projeto de Lei da Câmara) 38/2017, que trata da Reforma Trabalhista, que destrói direitos dos trabalhadores. A votação em plenário será na próxima terça-feira, dia 11. A Reforma Trabalhista teve relatório favorável aprovado pela CCJ na última quarta (28/06). Apesar do empenho da bancada de oposição – composta por parlamentares do PT, PCdoB, PDT, PSOL, REDE, parte do […]

Conheça cinco maldades da reforma trabalhista

Mudança na lei deixará trabalhadoras mais vulneráveis a assédios e a jornadas exaustivas [Escrito por: Fania Rodrigues / Brasil de Fato] Em meio à denúncias de corrupção envolvendo diretamente o presidente ilegítimo Michel Temer (PMDB), o governo tenta aprovar a reforma trabalhista, que retira direitos dos trabalhadores para favorecer grandes empresários. O projeto de lei que muda a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovado na quarta-feira (28), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), seguirá para a última etapa de votação, no plenário do Senado Federal. Veja o que muda na CLT e como isso afeta sua vida. 1. Grávidas e lactantes poderão trabalhar em lugares insalubres. Se aprovada, a reforma permitirá que mulheres […]