Temer quer aprovar novas e perversas regras na aposentadoria

5/12 – Dia de Greve em todo o Brasil contra o fim da aposentadoria e em defesa dos direitos trabalhistas [Escrito por: Tatiana Melim e Marize Muniz / CUT] A nova proposta de desmonte da Previdência Social anunciada pelo governo do ilegítimo Michel Temer (PMDB-SP) é tão ou mais perversa do que as anteriores. As trabalhadoras e os trabalhadores do setor público e do privado serão prejudicados em todas as situações impostas pelas novas regras que devem ser votadas no próximo dia 6 de dezembro na Câmara dos Deputados. Se a reforma for aprovada, as trabalhadoras e os trabalhadores terão de trabalhar mais, enfrentar mais condições precarizadas que foram legalizadas […]

Trabalhadores com carteira assinada podem ser prejudicados pela reforma de Temer

Contratos mantidos por 48 milhões de trabalhadores no país poderão ser alterados quando a reforma entrar em vigor. “Quem não aceitar, estará na rua e ponto final”, diz o presidente da CUT, Vagner Freitas [Escrito por: Rede Brasil Atual] Os 48 milhões de trabalhadores que têm carteira assinada no país, segundo os dados da RAIS, e portanto já estão no mercado de trabalho, poderão ser prejudicados pela reforma trabalhista, aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente Michel Temer nesta quinta-feira (13). “Daqui a 120 dias quando o desmonte de Temer entrar em vigor, os contratos formais de trabalho poderão ser alterados. Para isso, bastará uma simples ‘conversa’ entre patrão e […]

A CUT não aceita o desmonte dos nossos direitos

Pela revogação do PLC-38 da “Reforma Trabalhista” [Escrito por: CUT Nacional] A Central Única dos Trabalhadores não aceita e não reconhece qualquer legitimidade no fato de 50 senadores liquidarem direitos trabalhistas duramente conquistados, obedecendo as ordens de um governo golpista e ilegítimo e a serviço dos interesses de empresários. A CUT conclama as suas bases a seguir na luta pela Revogação do PLC 38 e utilizará todos os meios jurídicos, políticos e sociais para atingir esse objetivo. A sanção de Temer a essa lei que atropela inclusive direitos constitucionais não encerra a questão. É preciso derrotar esse ataque maior aos direitos trabalhistas e aos sindicatos através da luta de classe. A CUT considera […]