notícia

Previdência: ‘O que nós precisamos é de emprego e o Brasil crescendo’, diz Gabas

Ex-ministro dos governos Lula e Dilma lembra que até 2015 as contas da Previdência estavam no azul. Atuais desequilíbrios são causados pelo aumento do desemprego [Escrito por: Rede Brasil Atual] “Nós não precisamos de uma reforma que tira direitos. O que nós precisamos é de emprego e o Brasil crescendo”, afirma o ex-ministro da Previdência Carlos Gabas (governos Lula e Dilma), em um dos vídeos de uma série produzida pela TVT que rebate os principais pontos defendidos pelo governo Temer, veiculadas durante a programação. Gabas lembra que a mesma história de que o sistema público de aposentadorias estaria prestes a falir é contada há mais de 30 anos, quando ele começou a trabalhar no INSS. O - Leia mais [...]

Reforma da Previdência: governo sinaliza novo ataque ao BPC

Planalto pretende aumentar de 65 para 68 anos a idade mínima para o acesso de idosos e pessoas com deficiência pobres ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) [Escrito por: Tatiana Melin / CUT] A intenção do ilegítimo e golpista Michel Temer (MDB-SP) de acabar com as políticas de proteção social, sobretudo as que garantem um mínimo de dignidade à população mais pobre do País, não se resumirá ao novo texto da proposta de reforma da Previdência, que o governo pretende colocar em votação em fevereiro, após o fim do recesso parlamentar. Temer quer aumentar de 65 para 68 anos a idade mínima para que idosos e pessoas com deficiência físicas - Leia mais [...]

Economia em crise prejudica negociações coletivas

Inflação baixa é elemento positivo nas negociações coletivas para conquista de aumentos mais consistentes mas, em 2017, trabalhadores não viram isso acontecer [Escrito por: CUT Nacional] A subseção do Dieese da CUT fez uma análise dos reajustes salariais conquistados em 2017, ano em que o Brasil registrou baixo crescimento econômico, incertezas e instabilidades que impactaram nas negociações coletivas e concluiu que, para a classe trabalhadora, não há sinal da tal recuperação econômica tão festejada pela mídia conservadora. Sem crescimento econômico, com altas taxas de desemprego e aumento da informalidade é muito pequena a margem para aumentos reais nas negociações coletivas e, apesar da inflação baixa, muitas categorias não conseguiram conquistar - Leia mais [...]

Temer deu bilhões a grandes empresas, mas veta apoio a microempresário

[Escrito por: Leonardo Sakamato (Blog do Sakamoto)] Entre as justificativas apresentadas: o fato que a medida não apresentou um estudo mostrando seu impacto nas contas públicas e sua previsão de compensação, fará com que o governo desrespeite a Lei de Responsabilidade Fiscal e pode estimular empresas a não pagarem impostos à espera de um parcelamento governamental. A informação foi confirmada pelo presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, que se reuniu com Temer. A ideia, segundo ele, é buscar resolver o problema do impacto econômico e, depois, pedir para o Congresso derrubar o veto. Sensato o pacote de justificativas, não? Então, porque o mesmo não foi aplicada para barrar a concessão - Leia mais [...]

NOTA DE PESAR – Teco

O Sindicato dos Metalúrgicos de João Monlevade (Sindmon-Metal) manifesta o mais profundo pesar pelo falecimento de Walmir Alberto de Souza, 74 anos, ocorrido ontem, dia 20, na cidade de Araxá (MG). O companheiro Walmir, conhecido popularmente como “Teco”, foi diretor de nossa entidade. O corpo está sendo velado no Velório Municipal de João Monlevade e o sepultamento será realizado às 13h no Cemitério de Carneirinhos. Nossos sentimentos a familiares e amigos. Sindicato dos Metalúrgicos de João Monlevade (Sindmon-Metal) – 21/12/2017 - Leia mais [...]

Idade mínima da aposentadoria pode ser maior do que 65 anos

“Daqui a pouco, trabalhadores e trabalhadoras terão de trabalhar até os 100 anos para sonhar em se aposentar”, diz vice-presidenta da CUT Mais uma armadilha do ilegítimo Michel Temer (PMDB-SP) na nova proposta de reforma da Previdência pode prejudicar ainda mais os trabalhadores e as trabalhadoras. Cada vez que a pesquisa do IBGE indicar aumento da expectativa de vida, subirá também a idade mínima para a aposentadoria. Isso significa que a idade mínima poderá ser de mais de 65 anos para os homens e de mais de 62 anos para as mulheres. Essa espécie de “gatilho” para a idade mínima significa praticamente o fim da aposentadoria, sobretudo para a parcela mais - Leia mais [...]

Temer ataca até as viúvas: com reforma, elas receberão menos

Desmonte da Previdência reduz em 40% pensão por morte e limita acúmulo de benefícios em até 2 salários mínimos [Escrito por: Érica Aragão / CUT Nacional] Caso a reforma da Previdência seja aprovada, o valor da pensão por morte será reduzido e o acúmulo de benefícios, como pensão e aposentadoria, só poderá ser feito se o valor da pensão não ultrapassar dois salários mínimos. O novo texto do projeto que circula nos bastidores do Congresso Nacional diz que “na concessão do benefício de pensão por morte, o valor equivale a uma cota familiar de 50% acrescida de cotas de 10 pontos percentuais por dependente, até o limite de 100%”. Isso - Leia mais [...]

NOTA DE PESAR – Irene de Oliveira Alfeu

O Sindicato dos Metalúrgicos de João Monlevade (Sindmon-Metal) manifesta profundo pesar pelo falecimento de Irene de Oliveira Alfeu, 63 anos, irmã de nosso diretor Eduardo de Oliveira Alfeu. Irene, que trabalhou por 23 anos no Hospital Margarida, encontrava-se a passeio na casa da filha, na tarde de ontem (12/12), quando sofreu um infarto fulminante. O corpo está sendo velado no Velório Municipal de João Monlevade e o sepultamento será realizado às 15h30 no Cemitério do Baú. Nossas mais sinceras condolências ao nosso companheiro Eduardo, demais familiares e amigos. Sindicato dos Metalúrgicos de João Monlevade (Sindmon-Metal) – 13/12/2017 - Leia mais [...]

CUT repudia má-fé da Folha de S. Paulo

Central não negocia retirada de direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras, muito menos com um governo golpista, ilegítimo e corrupto [Escrito por: CUT Nacional] A CUT repudia a má-fé da Folha de S. Paulo que distorce e manipula informações com o claro objetivo de enfraquecer a luta do movimento sindical contra os ataques aos direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras. Uma nota do Painel da Folha insinua que o governo irá liberar recursos em troca de apoio a nova proposta de reforma da Previdência que praticamente acaba com a aposentadoria. Em minutos a nota virou manchete do UOL, como se fosse uma verdade incontestável. É mais uma mentira da Folha de - Leia mais [...]