autônomos

Com Temer, País tem mais empregos precários e mal remunerados

Segundo IBGE, número de trabalhadores sem carteira aumentou 5,7% e o rendimento é 44% menor do que o dos trabalhadores que têm carteira assinada [Escrito por: Marize Muniz / CUT Nacional] O Brasil está gerando mais empregos precários e mal remunerados, aponta Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgado nesta sexta-feira (23) pelo IBGE. Em 2017, o número de trabalhadores e trabalhadoras sem carteira assinada, portanto, sem direito a férias e 13º salário, entre outros benefícios, aumentou 5,7% – o de trabalhadores formais caiu 2%. Além de não terem direitos, os informais recebem, em média, 44% menos do que o trabalhador que tem carteira assinada. Para o presidente da CUT, - Leia mais [...]